• Daniel Olivetto

Bixas Suspensas



A equipe do projeto “Criança Viada Show” vem a público informar que recebeu na noite desta sexta-feira, dia 14 de maio, uma notificação assinada pelo Superintendente da Fundação Cultural de Itajaí, Normélio Pedro Weber, ordenando a suspensão da live de lançamento intitulada “Roda Bixa”, que se realizaria no sábado, dia 15 de maio, às 20h.


Queremos aqui, antes de qualquer coisa, dizer mais uma vez o que já está em toda a comunicação do projeto: Criança Viada Show é um projeto de memória e registros de sete artistas homossexuais, que falam, em formato de podcast e vÍdeo, sobre suas trajetórias, vidas e existências enquanto homens LGBTQIA+. O projeto é feito por e para adultos, nunca tendo sido dito nada diferente disso na divulgação do projeto.


“Criança Viada” é um termo que se tornou muito popular em 2004, na figura do ativista Iran Giusti, que criou um blog onde discutia a experiência das pessoas homossexuais, principalmente homens gays, durante a infância e a adolescência, discutindo o bullying sofrido por crianças homossexuais devido a comportamentos que destoam do padrões sociais estabelecidos pelo machismo estrutural.


Em nada nos surpreende que conclusões equivocadas acerca de violações de direito da criança e do adolescente tenham sido tiradas quando visto que a equipe de produção do projeto (e seu proponente) em momento algum tenham sido consultados sobre o teor do projeto e/ou da live. Quando o Município de Itajaí vem a público dizer que “abrirá procedimento administrativo com o objetivo de apurar os fatos e também determinou à Superintendência Administrativa das Fundações que notifique o proponente para a suspensão da live de lançamento do projeto” em sua nota tornada pública, o mesmo age de forma arbitrária e improcedente, visto que os esclarecimentos poderiam ter sido pedidos e concedidos sem nenhuma necessidade legal.


Falamos aqui de sete vidas, sete memórias, sete gays que foram crianças. Falamos aqui de mais um caso de “suspensão” da luta, do direito de dizer, do direito de ser. É com imensa tristeza, pouca surpresa e NENHUMA apatia, que viemos nesta nota dizer que nossa live está suspensa, mas nunca cancelada. Quando tudo o que não foi lido sobre nosso projeto for compreendido, nós voltaremos. As inverdades propagadas nas mídias sociais por membros da sociedade civil e por políticos eleitos não passarão.


Somos artistas, somos gays, somos pesquisadores, somos produtores, somos resistência.



14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo